Análise games - Assassin's Creed


Em abril de 2008 a Ubisoft apresentava ao mundo dos vídeos games uma nova franquia, Assassin's Creed, jogo de ação e aventura em terceira pessoa.

Assassin's Creed conta a história de Desmont, um barman, que é sequestrado pela empresa Abstergo, que através do equipamento Animus busca ter acesso as memorias do antepassado do protagonista, Altaïr, notório membro da irmandade dos assassinos do século XII. A história se passa 90% do tempo no passado, acompanhando uma pequena parte da vida de Altaïr e sua busca para recuperar sua posição e status na irmandade dos assassinos.

O jogo começa com Altaïr executando uma missão para irmandade, mas devido a sua arrogância coloca tudo a perder causando a morte de um dos seus companheiros, com isso Altaïr perde sua posição na irmandade e para recupera-la precisa executar nove alvos, aos poucos o assassino vai descobrindo que seus alvos são todos ligados a ordem dos Templários e se envolve em uma intrigante trama em busca do artefato "pedaços do éden".

O primeiro detalhe que chama a atenção em Assassin's Creed é sua ambientação, ignorando as partes da trama que se passam no presente, o jogo retrata a terra santa do seculo XII em cidades históricas como Jerusalém e Damasco, e os cenários são incrivelmente belos e detalhados, não tem como não se impressionar com o incrível mundo aberto apresentado. As cidades são vivas, movimentadas, com pessoas indo e vindo, passando a real sensação de se estar em uma cidade de 9 séculos atrás.

Além dos lindos cenários, a jogabilidade me impressionou e muito, acostumado a jogar games de mundo aberto onde nem todos os locais são acessíveis, Assassin's Creed trouxe uma grande inovação, trazendo a possibilidade de escalar todas as estruturas existentes através de incríveis movimentos de parkour. Claro que há limitações, mas a sensação de liberdade que esse tipo de jogabilidade te dá é incrível, é realmente gratificante se locomover sobre os telhados da cidade e o combate apesar de ser um pouco lento, é bem intenso, ainda mais quando se domina todas as técnicas de Altaïr, há diversas golpes e execuções que deixam o jogo bem sangrento, mas nem um pouco exagerado.

O que me decepcionou bastante foi a narrativa da história, toda a trama e apresentada através de diálogos no início e no fim de cada missão, o grande problema e que essas cenas de diálogos são quase que estáticas e muito longas e o fato do game não apresentar legenda alguma deixa tudo ainda mais monótono. Imagine você ser obrigado a assistir um vídeo totalmente em inglês e não entender absolutamente nada, com toda a certeza não é uma experiência agradável. Aqui me obrigo a fazer uma menção mais do que justa ao canal LegendasAcBr, através de seus vídeos legendados pude compreender melhor a história do game.

Outro forte ponto negativo para o game são as missões apresentadas, já no início do jogo é revelado que Altaïr deve eliminar 9 alvos que estão em distritos distintos das três cidades presentes no jogo, mas para poder chegar nesses alvos Altaïr deve primeiro executar uma serie de missões, o problema é que a cada novo distrito liberado você tem que realizar novamente os mesmos tipos de missões, com objetivos idênticos, o que acaba tirando um pouco da motivação de se zerar o jogo.

Mas apesar da narrativa arrastada e as missões extremamente repetitivas Assassin's Creed é um grande jogo, que apresenta uma bela ambientação, uma grande liberdade de exploração e uma trama instigante, digna de um bom filme de ação e suspense. Para os que não conhecem a franquia vale a pena conferir.

"Nada é verdadeiro, tudo é permitido."



Comentários

Postagens mais visitadas