Análise games - Brothers - A Tale of Two Sons


Brothers - A Tale of Two Sons é um indie de aventura, com visão em terceira pessoa, que mostra a jornada de dois irmãos em busca de uma cura para seu pai doente. Desenvolvido pelo estúdio Starbreeze Studios AB e distribuído pela 505 Games, lançado em agosto de 2013 para as plataformas PC, Xbox 360 e PS3, ganhando uma versão para a nova geração em agosto de 2015.

Brothers é um game ímpar, sua primeira particularidade, que o torna quase que único, é a sua jogabilidade, nele você deve controlar de forma simultânea os dois protagonistas, cada um deles através de um dos analógicos do controle, tornando indispensável o uso de um joystick, cada irmão deve realizar uma ação, na maioria das vezes de forma cooperativa, para poder resolver os pequenos puzzles e avançar na campanha. O interessante é que ao movimentar os dois personagens simultaneamente com os dois analógicos, causa uma imensa estranheza e desorientação, testando de forma constante a destreza e coordenação do jogador. Algo que foi feito de forma proposital, uma vez que isso reafirma uma das principais mensagens que o game busca passar, o cooperativismo, mesmo que de forma solo, é impossível avançar sozinho, os dois garotos irão, juntos, passar por cada desafio proposto.

O segundo aspecto em que o game se destaca é a sua ambientação e visual. O game apresenta gráficos cartunescos, que impressionam e encanta por serem preenchidos por uma bela arte. O jogador percorrerá, pequenas vilas, montanhas, cavernas, florestas e ruínas, cenários belos e detalhados que encantam ao serem explorados, principalmente por apresentar uma serie de criaturas que contribuem com o tom de fabula que a aventura apresenta. Prepare-se para encontrar trolls, aranhas, gigantes e outras criaturas mitológicas que dão um toque todo especial e cativante ao game.

Mas o aspecto mais cativante e marcante de Brothers é sem sombra de dúvida, sua belíssima história. Já no início da trama somos apresentados a dois importantes dramas dos protagonistas, o primeiro é o fato da mãe dos garotos ter morrido em um trágico acidente e o segundo, para deixar tudo ainda mais trágico, é que o seu pai está gravemente doente. O interessante é que tudo é narrado de forma visual, não há diálogos, os personagens até conversam, mas em uma língua incompressível, no melhor estilo The Sims, fazendo com que o jogador preste bastante atenção no que está sendo mostrado na tela. Com isso a trama gira em torna da forma que os protagonistas lidam com seus sentimentos em relação a tudo que viveram e enfrentam em sua jornada. Os últimos momentos do game são extremamente marcantes, passando ao jogador uma serie de emoções, de acordo com a sua percepção das mensagens que o jogo passa ao ser finalizado.

O game ainda garante algumas surpresas, como as interações dos dois personagens com o ambiente, que são executadas através de um único botão, que não se resumem a resolução dos puzzles, mas também a pequenas e engraçadas interações com o cenário, como por exemplo balançar uma velinha sentada em uma cadeira, ou observar as belas paisagens do game, acomodados em bancos. O interessante é que as conquistas do game são relacionadas justamente sobre tais interações, fazendo com que a exploração se torne indispensável. 

O game é curto, podendo ser finalizado entre três a quatro horas, porem o tempo de duração da campanha está na medida certa, uma vez que não deixa o game cansativo e contribui com a excelente narrativa. 

Brothers - A Tale of Two Sons é um excelente game, com uma jogabilidade peculiar, que desafia a coordenação do jogador, uma ambientação belíssima e uma história marcante. Uma belíssima fabula, que fala sobre companheirismo, amor, culpa, perda e amadurecimento. Um game que sem sombra de dúvida merece ser jogado, ou melhor, ser sentido. 

Informações adicionais:
Nota geral: 10.
Tempo para finalizar a campanha: 04 horas.
Conquistas desbloqueadas: 12 de 12.
Dificuldade: Fácil, extremamente fácil.
Fica a dica: Busque joga-lo do início ao fim, em uma única partida, isso pode deixar a experiência mais tocante.
Vale o preço? Sim! Vale o preço full.
Modo de jogo: Exclusivamente Singleplay.
Imagens durante a jogatina: Clique Aqui.
Idioma: Português.

Comentários

Postagens mais visitadas