Análise games - Trine


Trine é um game no estilo plataforma 2D, que mostra a jornada de três aventureiros que são unidos pelo artefato que da nome ao game. O game foi desenvolvido e distribuído pelo estúdio independente Frozenbyte, lançado para PC em junho de 2009 e para PS3 em novembro do mesmo ano. Em dezembro de 2014 foi lançado para PC e PS4 Trine Enchanted Edition, que remasteriza o game original utilizando a engine de Trine 2, além de acrescentar algumas melhorias ao game.


Na trama vemos os três aventureiros Amadeus, Zoya e Pontius tendo as suas almas unidas pelo artefato Trine, após tocarem simultaneamente no objeto magico, fazendo com que coexistam como uma unica entidade. Para conseguirem separar as suas almas os três partem em uma jornada para recuperar outros três artefatos que supostamente quebrarão o feitiço do Trine. A trama é desenvolvida através de uma narrativa entre os capítulos e apesar de simples, é muito bem executada e desenvolve de forma satisfatória a história. Durante as missões os três protagonistas realizam alguns diálogos, normalmente bem curtos e com um certo tom de humor, mas eles são bem raros, normalmente no início de cada fase.

O grande atrativo de Trine não está na sua trama, mas sim na sua incrível ambientação e na sua excelente jogabilidade. Em termos de jogabilidade o game inicialmente parece simples, mas se demostra extremamente elaborado, uma vez que é necessário utilizar as habilidades individuais de cada personagem de forma conjunta. Cada um dos três personagens tem habilidades distintas, Amadeus, um mago, consegue mover e conjurar objetos, que podem ser utilizados em diversas situações, como bloquear armadilhar ou criar superfícies para alcançar pontos inacessíveis, Zoya, uma ladra, além de conseguir realizar ataques a distância com seu arco, consegue se locomover de forma mais rápida e pratica pelos cenários utilizando um gancho que se prende em determinadas superfícies, já Pontius, um guerreiro, é pura força bruta, o personagem é ideal para realizar ataques diretos aos inimigos e quebrar determinados objetos que podem estar obstruindo o caminho. Os puzzles encontrados durante as fases não chegam a ser difíceis de serem resolvidos, mas foram muito bem pensados de forma a fazer o jogador utilizar de forma conjunta as habilidades individuais de cada personagem, é aqui que a jogabilidade se diferencia, pois fazer tal combinação deixa a jogabilidade bem dinâmica e até mesmo desafiadora.

Ao longo das fases o jogador vai coletando frascos que são utilizados como XP para melhorar as habilidades dos personagens, Dessa forma a coleta dos frascos se torna essencial, uma vez que melhoras só podem ser realizadas a cada cinquenta frascos coletados. Porem nem todos os frascos estão acessíveis ou mesmo visíveis, fazendo com que o jogador explore ao máximo cada canto dos cenários.

A ambientação, como já comentado, é incrível, apresentando cenários belíssimos e ricamente detalhados, O jogo percorre, masmorras, castelos, florestas e vilas, todos eles com um visual extremamente cativante e encantador, e em diversos momentos você irá dar uma pausa na jogatina apenas para poder admirar por uns segundos a beleza dos cenários. Sem sombra de dúvidas a direção artística do Trine foi uma das mais bonitas que vi em um game.

Trine é um game encantador, que impressiona pelos seus belíssimos cenários, ao mesmo tempo que desafia o jogador com puzzles simples, mas inteligentes, pois permitem serem resolvidos de diversas maneiras de acordo com as habilidades de cada personagem. Sem sombra de dúvida um game marcante, encantador e belo, que merece ser jogado por todos.



Informações adicionais:

Nota Geral: 09.
Tempo para finalizar a campanha: Aproximadamente 09 horas.
Conquistas desbloqueadas: 09 de 33.
Dificuldade geral: Fácil para média.
Imagens durante a jogatina: Clique Aqui.
Idioma: a versão original pode ser jogada em português de Portugal, porém a edição Enchanted Edition não foi devidamente traduzida.


Comentários

Postagens mais visitadas