Análise games - Shiny

Interessante e frustrante!

Shiny é um game casual de plataforma 2D, desenvolvido pelo estúdio brasileiro Garage 227. Lançado em agosto de 2016, para XOne e PCs.

Shiny me chamou a atenção, não só por ser um game brasileiro, mas por sua proposta, visualmente competente, o game mostra um pequeno robô chamado Kramer 227, que inicia uma corrida contra o tempo para resgatar os seus amigos, enquanto acumula energia para alimentar uma nave de fuga e poder escapar do planeta que está prestes a explodir. Um típico game plataforma, com pequenos desafios e alguns segredos. Um game bem casual que diverte o suficiente para manter o jogador interessado e motivado a finaliza-lo.


A ambientação do game é bem agradável, mostrando cenários variados e com um level design que vai se alterando conforme se avança pelos níveis do jogo. O objetivo é sempre o mesmo, coletar o máximo de baterias possível, além de resgatar outros robozinhos que estão escondidos pela fase. O interessante aqui é que em cada nível sempre há uma mudança no design de fase, incluindo novos elementos, como novos obstáculos, assim como novas habilidades que facilitam a conclusão dos níveis.

O grande problema de Shiny é a sua péssima otimização, além de problemas técnicos que dificultam a jogabilidade e diversão do game. Se você tem uma máquina modesta, talvez seja melhor deixar o game de lado, pois ele exigirá um certo desempenho do seu PC, algo bem incoerente com a qualidade gráfica apresentada, mesmo na qualidade mínima o game apresenta quedas constantes de fps e alguns glitches bem irritantes. Além disso algumas mecânicas são mal resolvidas, como o comando de saltar que nem sempre responde de forma correta o comando do jogador, aliado ao problema de colisão do jogo a jogabilidade pode ser frustrante em alguns momentos.

Vale registrar que o game apresentou um sério problema gráfico no seu lançamento, ao chegar ao level 16, alguns jogadores, o qual eu me incluo, se depararam com uma fase totalmente escura, problema causado pela incompatibilidade com algumas placas de vídeo, o problema foi identificado na semana do lançamento do game e, infelizmente, levou meses para ser resolvido, algo que prejudicou a experiência com o jogo. Mas bem o mal o suporte da Garage 227 se manteve ativo e apesar da demora resolveu o problema, justificando que o mesmo era de difícil solução.

Shiny é um bom game casual, com uma bela premissa, apresentado ambientes interessantes e um level design bem construído, porém a qualidade do game é ofuscada por mecânicas problemáticas e uma má otimização, tornando Shiny uma experiência um pouco frustrante. Um game indicado apenas para os amantes de jogos de plataformas e apreciadores de games nacionais.

Informações adicionais:
Nota geral: 6,0.
Tempo dedicado ao game: 9 horas.
Conquistas desbloqueadas: 45 de 49.
Dificuldade: Fácil.
Fica a dica: O jetpack será o seu melhor amigo.
Gameplay: Clique aqui.
Imagens durante a jogatina: Clique aqui.
Vale o preço? Infelizmente não! Apesar de barato, indico compra-lo com no mínimo 50% de desconto.
Modo de jogo: Exclusivamente singleplayer.
Idioma: Menus em pt-br.

Comentários

Postagens mais visitadas