Análise cinema - Deadpool


Deadpool, mais uma adaptação de um personagem da Marvel, porem com uma diferencial, um anti-heróis mais aloprado dos quadrinhos, com direção de Tim Miller, com Ryan Reynolds, Morena Baccarin e Ed Skrein no elenco.

Para os desavisados Deadpool apareceu pela primeira vez nos cinemas no primeiro filme solo do Wolverine, porem de forma tão descaracterizada que deixou um filme que já era ruim ainda pior. Apesar disso, um projeto solo do personagem sempre esteve em pauta nos bastidores da Fox, após alguns anos de incertezas, o filme finalmente recebeu o sinal verde, e o melhor com classificação para maiores de 18 anos.

Deadpool nos quadrinhos sempre foi um personagem exagerado, que cativa seu publico justamente pelo seu humor apelativo e sem noção e o filme de Tim Miller consegue captar esse espírito de forma perfeita e com uma boa dose de violência. O humor está presente do inicio ao fim e funcionando de forma bem harmônica com a trama apresentada, que busca ser consistente mesmo que de forma cômica.

O filme já em seus primeiros minutos apresenta uma excelente sequencia de ação, após muito sangue, piadas e cenas de impacto a narrativa retorna ao passado para mostrar como Wade Wilson acabou aceitando participar de um experimento para curar um câncer terminar, porem tal experimento o deixa completamente desfigurado e a trama se desenvolve na busca de Wade por vingança contra os responsáveis que o deixaram irreconhecível.

A trama não é nada original, mas consegue, mesmo com pequenas mudanças, ser fiel aos quadrinhos e ouso dizer que é uma das adaptações de quadrinhos mais fieis de todos os tempos, justamente por ser um filme cheio de humor, com uma trama leve, politicamente incorreta e com ação desenfreada, exatamente como as HQs do personagem. Apenas dois pontos me incomodaram no filme, primeiro o fato da narrativa utilizar frequentemente flashbacks, algo que achei excessivo e que quebrou um pouco o ritmo do filme, e segundo foi a organização Arma-X não ter sido citada em nenhum momento, um detalhe pequeno, mas que faria todo o sentido e deixaria o filme ainda mais fiel aos quadrinhos.

Apensar de o filme funcionar perfeitamente sozinho é importante notar que ele se passa no mesmo universo dos filmes dos X-Men, fazendo inúmeras referencias a tal universo e tirando sarro, é claro, do famigerado primeiro filme solo do Wolverine, o mais interessante é a participação de dois X-Men, Colossus, que visualmente está incrível, fazendo jus ao personagem original, apesar de ter sido apresentado de forma totalmente caricata, quase como um alivio cômico, em um filme que já é extremamente cômico, ver o personagem tentando colocar um pouco de juízo em Deadpool e até mesmo recruta-lo para os X-Men é hilário, apesar de estranho. a segunda X-Men a aparecer no filme é a "Míssil Megasonico Adolescente", uma personagem bem secundaria da Marvel, que tem poderes destrutíveis, que no filme é apresentada como aluna de Colossus e garante bons momentos de ação e inúmeros momentos engraçados.

Além de Colossus e Míssil, temos outros importantes personagens que interagem com o Anti-Herói, como Vanessa, grande amor da vida de Deadpool e que tem uma grande importância no desenvolvimento da trama, ou Weasel/Fuinha, grande e talvez o único amigo Wade, e a Al Cega, que garante ainda mais momentos hilários no filme. Ver tais personagens obscuros da Marvel tão bem apresentados no filme é algo que deixará qualquer fã satisfeito. Além disso, temos os vilões Ajax/Francis e Angel Dust, que sinceramente estão ali apenas para garantir boas cenas de ação, uma vez que ambos são bem pouco carismáticos. A cena de ação entre Angel Dust e Colossus é simplesmente fantástica. 

Em termos de ação o filme não chega a surpreender, mas satisfaz por apresentar excelentes cenas de combate e principalmente mostrar uma boa dose de violência, Deadpool decepa membros, decapita inimigos e até mesmo mutila a si mesmo, tudo de forma bem sangrenta e por mais gratuita que possa ser em alguns momentos, é inegável que a violência mostrada entrega exatamente aquilo que o publico esperava.

Visualmente falando o filme está perfeito, o uniforme do Colossos e da Míssil estão incríveis e fazem jus aos quadrinhos, apesar disso o visual dos vilões é bem genérico, já o uniforme de Deadpool impressiona pela fidelidade, com leves modificações para torna-lo mais real, mas inegavelmente fiel ao original dos quadrinhos, a fidelidade é tão grande que o torna uma das melhores adaptações de uniforme feitas para os cinemas.

De maneira geral Deadpool é um bom filme, exagerado em alguns momentos, genérico em outros, mas extremamente competente em adaptar um dos personagens mais insanos e hilários da Marvel. Seu maior trunfo é justamente não se levar a serio, entregando exatamente o que os fãs tanto queriam uma adaptação fiel, cômica, violenta e sem noção. Inegavelmente uma das melhores adaptações de quadrinhos dos últimos anos.


Informações adicionais:
Nota geral: 08.
Duração: 1h48min.
Cena favorita: Os dois confrontos entre Deadpool e Ajax.

Comentários

Postagens mais visitadas