Análise cinema - Homem de Ferro 3


Homem de Ferro 3 estreou no dia 27 de abril de 2013 nos cinemas nacionais, com a direção de Shane Black, com Robert Downey Jr., Gwyneth Paltrow, Don Cheadle, Ben Kingsley, Guy Pearce e Rebecca Hall no elenco. O filme mostra Tony Stark abalado após os acontecimentos de Os Vingadores, enquanto um novo vilão realiza uma serie de atentados terroristas que obrigam o herói a deixar seus medos de lado para deter o novo inimigo.


O primeiro filme do Homem de Ferro em 2008, foi o primeiro passo da Marvel para seu ambicioso plano de trazer de forma coesa seu universo para o cinema. Com o sucesso dos primeiros filmes, tal plano ganhou forma e culminou no inegavelmente sucesso de publico e critica Os Vingadores. Com Os Vingadores e os ótimos cinco filmes que o antecedem a Marvel Studios consolidou seu plano e não demorou a planejar o próximo passo.

Homem de Ferro 3 é justamente o primeiro filme da chamada "fase dois" dos filmes da Marvel e exatamente por isso gerou enormes expectativas nos fãs, afinal o universo estava estabelecido, os personagem devidamente apresentados e a Marvel já tinha provado que sabia o que estava fazendo. Os trailers do filme não poderiam ser mais empolgantes, pois mostravam uma trama mais densa que a dos filmes anteriores, com muita ação e quase nada de humor e o melhor finalmente teríamos o vilão Mandarim nos cinemas. Infelizmente as expectativas nem de longe foram atendidas.

O elenco principal simplesmente cumpre com seu papel, Gwyneth Paltrow e Don Cheadle não acrescentam quase nada a trama, nem mesmo a as novas adições ao elenco chegam a impressionar, Guy Pearce entrega um vilão inexpressível e descartável, enquanto a personagem de Rebecca Hall muito pouco desenvolvida, a exceção é Robert Downey Jr., que com seu inegável carisma carrega sozinho o filme inteiro.

Mas o problema do filme não esta no elenco, nem tão pouco na trama, mas sim na forma que a mesma é conduzida, o tão esperado tom maduro e sombrio simplesmente não existe, a trama e mal desenvolvida, não dando a devida profundidade que a historia merecia e o humor basicamente domina todo o filme, do inicio ao fim, a impressão é que a cada cinco minutos alguém conta uma piada, nem mesmo no clímax o humor deixa de estar presente.

Mas a maior piada, sem graça, do filme e o personagem Mandarim, interpretado por Ben Kingsley, que no filme é retratado como uma farsa, um mero peão do real vilão da trama. Essa mudança no personagem é simplesmente decepcionante e inaceitável, já que nos quadrinhos o vilão e o grande arqui-inimigo do herói e merecia uma adaptação mais digna.

Alem disso o filme é muito auto contido, se um dos grandes méritos da Marvel nos seis filmes anteriores foi deixar claro o universo era o mesmo, em Homem de Ferro 3 isso é feito de forma tão sutil e gratuita que não acrescenta em nada ao conceito de universo interligado. Nem mesmo a cena pós credito cumpre com o tradicional papel de fazer menção ao próximo filme da Marvel, se limitando a apelar novamente ao humor.

Homem de Ferro 3 de maneira geral é um bom filme, com ótimas cenas de ação, humor exagerado, que satisfaz o grande publico, mas que se torna uma grande decepção para os fãs do personagem e do universo Marvel, que esperavam uma historia muito diferente da que foi mostrada. Um grande erro da Marvel que dificilmente será esquecido.

"Eu sou o Mandarim" - Dr. Aldrich Killian
"Mas não mesmo PO##@!" - LuisHQ



Comentários

Postagens mais visitadas